logo
terça-feira, 11 de março de 2014

O que é GPS e como funciona?



Certamente você já deve ter ouvido por aí a sigla GPS. Provavelmente até tenha uma ideia do que seja, já que esse tipo de dispositivo é cada vez mais comum em veículos, telefones e até mesmo câmeras digitais.

Traduzindo o termo para o português, a sigla significa sistema de posicionamento global, ou seja, é um mecanismo capaz de localizar, com precisão de alguns metros, a sua posição no mundo.

As coordenadas são obtidas em tempo real de satélites e os dados podem então ser utilizados em uma vasta gama de serviços, de mapas a dispositivos de localização ponto a ponto (a exemplo dos GPS veiculares), passando por câmeras, redes sociais e muito mais.

O que procurar em um GPS

Quando falamos em GPS, o uso mais comum é o veicular. Ter preso no vidro do para-brisas um dispositivo capaz de localizar endereços e indicar como chegar até eles com precisão é como ter um copiloto sempre pronto a ajudá-lo a acertar o caminho.

Existem diversos tipos de GPS veicular. Procure, primeiro, o tamanho com o qual você se sinta confortável. O número de polegadas na tela não costuma ser problema, já que os aparelhos são capazes de narrar, em voz, o que você precisa fazer. Às pessoas com problema de visão, dispositivos com telas maiores podem ser mais úteis, principalmente na hora de digitar na tela sensível ao toque o endereço de destino.

Mas, o ponto principal, é a área de cobertura. Qualquer GPS deve estar preparado para cobrir as cidades da capital, mas se seu plano é viajar para o interior e desbravar novas cidades, é melhor escolher algum com muitos municípios e estados cadastrados. Outro fator determinante são os pontos de interesse, transformando o aparelho em um poderoso guia turístico na hora de encontrar supermercados, postos de gasolina e outros estabelecimentos.

Fique atento também ao tipo de visualização do mapa. Alguns dispositivos são capazes de mostrar elementos do mapa em 3D, ajudando a identificar monumentos e grandes prédios que podem servir como referência na hora de encontrar o caminho. Por fim, oalerta de radares inserido em muitos modelos é um extra que evita multas e lembra que você deve sempre respeitar o limite de velocidades.

Funções como televisãotocador multimídia e álbum de fotos também são interessantes para quem costuma carregar família ou amigos no carro e quer oferecer uma forma de passar o tempo enquanto a localização não é necessária.

O GPS integrado a outras tecnologias

Mesmo que o uso mais óbvio no GPS seja no carro, há outras aplicações em que ele se destaca, como comentamos anteriormente. E, por isso, mais e mais dispositivos pessoais portáteis carregam a função.

Com um celular ou smartphone com GPS, por exemplo, desenvolvedores conseguem integrar seus dados de localização a aplicativos diversos como mapas e redes sociais (a partir das quais você pode encontrar amigos ou passar seu paradeiro a um familiar).

Câmeras digitais com GPS são capazes de atrelar informações do local exato onde a captura foi feita à sua foto. Com os álbuns digitais modernos, isso possibilita que ao final de cada passeio você consiga visualizar no mapa onde as fotos foram tiradas e, assim, ter um registro muito mais fiel de suas aventuras.

Falando em aventuras, outra aplicação sensacional paramecanismos GPS está em acessórios voltado para esportes radicais como trilhas e escaladas. Melhor que métodos tradicionais de localização, o GPS evita situações de estresse e deixa seus usuários em muita segurança.


Fonte: Extra

 

iGO™ Primo

iGO™ Amigo